Pages

Subscribe:

Ads 468x60px

domingo, 13 de novembro de 2011

Salmos - Palavra Inicial



Eu acabei de ler um capítulo sobre o livro de Salmos do livro "A Bíblia que Jesus lia", do Philip Yancey e pretendo nos próximos posts fazer um resumo do que mais me chamou atenção nesse capítulo. Mas antes quero  relatar as conexões que fiz, no sentido de que os Salmos são orações que revelam total intimidade com Deus. Onde seres humanos se apresentavam a Ele, rasgando seus corações, suas almas, sem reservas. Expondo todo tipo de sentimento e Ele os acolhendo com seu maravilhoso amor incondicional.

Ainda este ano, eu estava numa aula da Escola Bíblica Dominical sobre oração e a lição nos incitava a orar, conversar com Deus apresentando todos os nossos sentimentos sem reservas porque precisamos dessa intimidade com Ele, que nos é garantida através de Jesus. Daí imediatamente lembrei da prática da Psicologia, que nos remete à cura pela fala, através de uma relação com uma pessoa, o terapeuta, num ambiente de aceitação, confiança etc. Minha reação foi de encanto com a Bíblia, com Deus. Antes da ciência explicitar algo, essa relação já era relatada na Palavra de Deus. Confesso que já tive muita dificuldade de estabelecer esse relacionamento através da oração, mas tenho evoluído muito. Sou meio fechada mesmo, muitas coisas ficam só na minha mente, não conto pra ninguém. Contudo, tenho mudado ao conhecer mais do caráter de Deus e também das decepções que já tive com várias pessoas, sejam amigos, parentes, profissionais (psicólogos, pastores etc). 
Tive que sofrer na pele para poder desistir de procurar alguém "humano" que me entendesse, compreendesse, aceitasse etc. Estou totalmente convicta de que só Deus, em sua infinita graça, amor e misericórdia é capaz de me compreender e amar incondicionalmente. E depois de ler o capítulo sobre os Salmos do livro citado lá em cima fiquei muito mais motivada para aprofundar minhas orações e desfrutar  da cura com o melhor terapeuta do universo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário